Proteger e cuidar dos colaboradores é uma obrigação dos empregadores. Dentre tantas medidas, todos os anos a legislação trabalhista exige a realização da SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho. A programação deve ser elaborada com participação da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e refletir as principais necessidades dos colaboradores.

Em muitas empresas, a SIPAT se tornou um evento de grandes proporções, que envolve milhares de colaboradores e diversas unidades, e o segundo semestre tem sido considerado o período ideal para realizá-lo. Muitas, atrelam a SIPAT ao Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, instituído em 1972 no dia 27 de julho.

Então, chegamos em 2020 e uma pandemia nos pegou de surpresa impondo diversas restrições, como medidas preventivas à propagação do novo coronavírus, dentre elas o distanciamento social. Mas, não é porque muitos estão trabalhando em home office, nossas empresas estão repletas de dispensadores de álcool em gel, termômetros de temperatura corporal, máscaras e demarcações no refeitório, no chão ou nas cadeiras ou ainda porque precisamos nos manter a pelo menos 1,5 m de distância das demais pessoas que não precisamos realizar a SIPAT este ano.

Pelo contrário! A SIPAT continua sendo obrigatória e se faz ainda mais necessária, sobretudo pelos riscos desencadeados nos ambientes de trabalho pelo novo coronavírus e pelo novo normal que foi imposto a todos nós.

O novo coronavírus trouxe riscos além daqueles inerentes à contaminação. Colaboradores distraídos ou preocupados são mais suscetíveis a erros e, portanto, estão mais expostos a um acidente de trabalho. E, convenhamos, distrações e preocupações não faltam: saúde dos familiares, contas no final do mês, redução de jornadas e salários, medo do contágio, aflição e excesso de informações, angústia com o número de casos que não para de subir, ansiedade e até depressão por não saber quando tudo isso vai acabar.

Todo esse contexto exige uma SIPAT surpreendente. Então, chama o pessoal da CIPA para ver, com você, dicas incríveis com tudo o que uma SIPAT perfeita para esse novo normal precisa ter, e com o que é necessário para fazê-la acontecer!

O QUE NÃO PODE FALTAR PARA A SIPAT DO NOVO NORMAL

CONTEÚDO

Para ser aderente, a programação do evento precisa fazer sentido para todos os colaboradores da sua empresa, do administrativo à produção, e ter relação com o contexto que estamos vivendo. Por isso, privilegiar temas que tratem sobre qualidade de vida e autocuidado num contexto mais amplo e reforçar as normas básicas de segurança do dia a dia são bons caminhos a serem seguidos. Confira algumas sugestões:

Saúde Mental: como está a saúde mental das suas equipes e de que forma a SIPAT pode promovê-la, apresentar práticas saudáveis, dicas para manter a mente sã, ajudar os colaboradores a identificarem sintomas e doenças que requerem atenção, apresentar serviços já existentes na organização para esse tema ou até vinculados ao plano de saúde corporativo.

Saúde preventiva: o novo coronavírus levantou novas preocupações entorno de velhas conhecidas dos médicos como a hipertensão, a diabetes e a obesidade. Que tal aproveitar a programação da SIPAT para falar sobre doenças crônicas que podem ser prevenidas e combatidas com boas práticas? Para os colaboradores que estão trabalhando na empresa vale até caprichar em um cardápio diferente para um almoço especial. Quem está em home office, nesse dia, pode receber uma marmita saudável por delivery. Aqui, apostar em materiais preparados com consultoria de profissionais de saúde é fundamental.  Professores de educação física, nutricionistas e médicos são opções ideais e acessíveis para construir conteúdos exclusivos e com credibilidade.

Distrações e suas consequências: pode não parecer, mas a distração é um dos principais vilões dos locais de trabalho quando o assunto é segurança e eficiência. Acontece que muitas vezes os colaboradores nem percebem que estão distraídos. Chamar a atenção para o que é estar distraído, os riscos e as consequências para a segurança de todos é uma boa pedida.

MEIOS

As recomendações de distanciamento social não deixam outra alternativa a não ser realizar a SIPAT de forma digital e virtual. Internet, smartphones e TVs Corporativas serão seus grandes aliados para divulgar os conteúdos elaborados e envolver os colaboradores, remotamente ou na empresa. Mas, não esqueça de dois pontos principais.

1 – Apesar de a internet possibilitar que os conteúdos possam ser assistidos em qualquer horário e lugar, a SIPAT precisa ser realizada durante o expediente do colaborador. Por isso, insira na lista de tarefas diárias um momento para que ele possa relaxar e acompanhar a programação.

2 – Libere o wi-fi. Pode parecer que não, mas nem todos na sua empresa têm celular com acesso irrestrito à internet. Por isso, no período da programação, libere senhas de acesso para que todos possam acompanhar os conteúdos sem custos extras com recargas de telefone.

Agora, explore todas as possibilidades que os meios de comunicação oferecem: vídeos, entrevistas, aulas-show, lives, encontros virtuais em ferramentas como Teams ou Zoom, infográficos, folders, conteúdos faça você mesmo, ebooks…. Não esqueça de contar com o auxílio profissional para deixar seus conteúdos envolventes e engajadores.

INTERAÇÃO

Quando questionados sobre o que mais gostam na SIPAT, com certeza os colaboradores vão afirmar que uma das coisas é a interação entre os colegas. Por isso, mesmo que a programação deste ano seja online, invista em momentos de interação, como videoconferências ou lives, em que todos possam participar, tirar dúvidas, conversas e trocar experiências. Manter a interação social, mesmo em tempos de isolamento, é um poderoso aliado da saúde mental.

Alguns aplicativos, como Edupulses e Kahoot, por exemplo, podem ajudar a elaborar games virtuais, como de perguntas e respostas, para tornar a interação ainda mais divertida.

RECONHECIMENTO

A busca pelo conhecimento e os benefícios para a saúde e segurança de todos devem ser os motivos principais pelos quais os colaboradores devem participar da SIPAT. Mas, criar um sistema de reconhecimento para aqueles que realizarem 100% das atividades será um incentivador a mais e vai, inclusive, criar uma competição saudável entre os times.

Para isso, propor a programação da SIPAT em um esquema de trilha de conhecimento, com pontuações e prêmios ao final, é só uma entre tantas alternativas para estimular a participação e reconhecer os colaboradores mais ativos. Entre os brindes, vale até dar um dia de folga para o colaborador aproveitar com a família.

NÃO ESQUEÇA DOS LÍDERES!

Os patrocinadores são os líderes de equipes, eles serão os responsáveis por divulgar a SIPAT, chamar a atenção da equipe quando um novo conteúdo estiver no ar, criar curiosidade e incentivar que todos tenham interesse em acompanhar a programação. Mas, para que eles desempenhem esse papel de forma verdadeira precisarão, primeiro, serem encantados. Por isso, convide-os para contribuírem com sugestões para a programação, com dicas de temas ou formatos que serão mais adequados para as equipes. Afinal, mais do que ninguém, eles sabem quais são as principais “dores” das suas equipes. Programação e conteúdos prontos, faça para eles uma apresentação exclusiva sobre a SIPAT, os temas abordados e formatos usados.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *