Como está o clima entre as pessoas da sua empresa? Você já parou para pensar nos benefícios de ter a gentileza como um dos valores da sua organização? Os líderes se relacionam com as suas equipes com gentileza? Esses são alguns pontos que vamos abordar neste artigo. Vamos trazer, também, dicas para você começar a colocar em prática a partir de agora e ver as mudanças que simples atitudes provocam na vida da sua empresa.

Fala-se muito que “gentileza gera gentileza”. Essa é a frase mais popular do pregador urbano José Datrino, mais conhecido como Profeta Gentileza. Mas, a gentileza gera mais que isso. Com ela, podemos ter um clima organizacional leve, colaboradores mais produtivos, empresas mais lucrativas e pessoas felizes. E não é demagogia, pois existem vários estudos que mostram a importância e os benefícios em ter um local agradável para trabalhar, onde o relacionamento interpessoal é fundamental para o atingimento das metas e por aí vai.

Lembre-se de que essas pessoas, ou seja, todos os colaboradores da sua empresa, são os responsáveis pelos resultados do seu negócio e é bem por isso que afirmamos no título deste artigo que a gentileza deve ser um valor da sua organização. Ela deve estar intrínseca no dia a dia de todos e, principalmente, no da liderança. Os líderes servem de exemplo para seus liderados.

Vamos viajar um pouco e usar a imaginação? Você está no seu local de trabalho e alguém entra na sua sala, abre um sorriso antes de qualquer cumprimento e lhe diz “Bom dia! Você pode me ajudar?”. Agora, imagine o contrário… Não, não vamos descrever a situação contrária porque você já percebeu o quanto a gentileza faz bem. É provável até que você tenha dado um leve sorriso quando leu o parágrafo anterior.

Segundo Joel Thrinidad, citado no livro Gentileza no Trabalho, de Luiz Gabriel Tiago, “A gentileza é tão sutil que é a primeira coisa que se percebe quando alguém adentra a porta e saúda a todos com um sorriso nos lábios e a última coisa a ser esquecida, quando esse mesmo alguém se despede, deixando impresso a cortesia personalizada desse gesto”.

Na sua empresa, você pode e deve, a partir de agora, começar a aplicar pequenas gentilezas que serão multiplicadas pelas pessoas impactadas. O seu comportamento pode gerar uma grande onda de influência e, aos poucos, esse valor estará “cravado” na cultura organizacional, tornando-se o “jeito” de fazer as coisas por aí. Então, basta começar.

“Seja a mudança que você quer ver no mundo.” (Mahatma Gandhi)

Falando sobre gentileza, agora na prática, além do seu comportamento, influencie a sua liderança. Mais que isso, ensine-os a serem gentis. Acrescente em seus treinamentos questões de gestão ligadas à gentileza como, por exemplo, saber ouvir, reconhecer, falar, liderar.

Veja, a seguir, algumas sugestões:

– Comece abordando o respeito, pois tudo começa pelo respeito. Dar bom dia, boa tarde e até um olá é uma das gentilezas mais básicas. Enxergar as pessoas, fazer com que elas se sintam parte da organização, que se sintam vistas, notadas e respeitadas é algo tão, mas tão simples que precisa ser reforçado e praticado.

– Elogiar faz muito bem para quem recebe o elogio e para quem elogia. Isso é reconhecimento. Os colaboradores devem ser reconhecidos imediatamente pela liderança e melhor ainda se for pessoalmente. Por causa da pandemia, não pode abraçar e beijar, mas o cumprimento com o cotovelo e as palavras de reconhecimento estão liberadas. Claro que todos gostam de eventos, plumas, presentes e paetês, mas aquele reconhecimento sincero, ainda mais neste momento, vindo de uma pessoa que é referência pode valer mais que “mil palavras”. Um bilhete, um muito obrigado, uma mensagem no mural do setor, muito pode ser feito e faz bem para a vida de qualquer profissional.

– Como é gostoso conversar com alguém que escuta de verdade. Você já deve ter ouvido isso e essa é mais uma competência fundamental de um verdadeiro líder. Escutar alguém de verdade é mais do que ouvir e é uma das gentilezas que podemos praticar sempre, pois contribui psicologicamente com quem está sendo escutado. Por isso, é importante não interromper quem está falando, compreender o outro antes de tentar ser compreendido, dar conselhos apenas quando são solicitados, não fazer caretas ou dar risadas durante a conversa porque o outro pode entender errado as suas manifestações.

– A gentileza faz muita diferença, inclusive, em momentos complicados, como em demissões. Para muitas pessoas, perder o emprego é uma tragédia. Então, todos da sua empresa devem tratar esse assunto com cuidado, delicadeza e gentileza. Falar pessoalmente, ser claro e transparente são algumas das atitudes que podem aliviar a frustração do momento.

Acredite, as pequenas gentilezas geram grandes movimentos e podem vir a ser uma prática comum na sua empresa, desde que estimuladas. Os programas de voluntariado, por exemplo, são mais uma maneira, e dessa vez coletiva, de fazer com que as pessoas se envolvam em ações que despertem bem-estar, empatia e cuidado com o outro. Enfim, são as gentilezas espalhadas por aí.

Gentilezas para começar a aplicar agora:

  • Cumprimente as pessoas, conhecidas e desconhecidas.
  • Sorria mais.
  • Ofereça ajuda para alguém.
  • Deixe sempre seu local de trabalho arrumado e limpo.
  • Deixe um bilhete com uma mensagem positiva na mesa do colega.
  • Peça desculpas quando for preciso.
  • Elogie seu colega.
  • Se importe com as pessoas ao seu redor.

Praticando esses pequenos gestos, além de melhorar o dia de alguém, com certeza os seus dias serão melhores também.

Dia Mundial da Gentileza

No dia 13 de novembro é comemorado o Dia Mundial da Gentileza. A ideia de criar uma data para o tema surgiu em uma conferência em Tóquio, realizada em 1996, que reuniu grupos que propagavam o conceito pelo mundo. O movimento foi criado oficialmente em 2000, com a intenção de inspirar pessoas a criar um mundo mais gentil.

Que as gentilezas façam parte dos seus dias.

Até a próxima!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *